Pular para o conteúdo principal

Elsevier abre inscrições para a 2ª Olimpíada de Anatomia

Competição estimula o estudo da anatomia entre estudantes de todo o Brasil

A Elsevier, uma das mais conceituadas provedoras de conteúdo acadêmico e científico do mundo, abriu as inscrições da 2ª Olimpíada de Anatomia Elsevier, cujo objetivo é estimular o aprendizado e a troca de conhecimentos nos cursos de saúde. A editora possui um vasto catálogo no segmento, com obras essenciais utilizadas em todo o mundo, como a marca Netter (Netter Atlas de Anatomia HumanaNetter Anatomia Clínica, Netter Anatomia para Colorir) e Gray’s (Grays Anatomia Clínica para Estudante e Grays Anatomia Básica), cujos conteúdos foram utilizados para a criação das questões da competição
2ª Olimpíada de Anatomia Clínica é totalmente online, com provas de múltipla escolha nas quais serão levados em consideração o número de acertos e o tempo de realização.

Podem participar da competição os estudantes matriculados em um dos cursos das áreas da saúde. Ao se candidatar, o estudante pode ainda indicar um professor e este, ao aceitar participar do concurso, entra na disputa também. As inscrições estão abertas até o dia 25/09/2017.

O estudante ganhador da 1ª Olimpíada de Anatomia Renato Colenci, revela a importância do evento para o desenvolvimento da carreira. “Ganhar a Olimpíada foi uma grande experiência. Nas últimas etapas eu percebi que podia equiparar meu conhecimento no tema ao de outros estudantes muito fortes. Além disso, a Elsevier nos deu a oportunidade de mostrar a importância da disciplina, fundamental no currículo de medicina”, complementa.
Como provedora de conteúdo acadêmico e científico, a Elsevier reconhece a importância do estímulo a excelência nesta matéria. “Nosso objetivo é promover a atualização constante do conhecimento em anatomia, o desenvolvimento de jovens talentos e o processo de autoaprendizagem, que estimula o trabalho, o estudo e a interação entre alunos da saúde”, explica Georgia Barros, gerente de marketing da Elsevier.
Prêmios
Estudantes:
·         1º colocado: participação no Curso de Anatomia Clínica aplicada em cadáver fresco, na Flórida, com tudo pago
·         2º colocado: Kindle Paperwhite Wi-Fi, iluminação embutida, tela de 6” sensível ao toque de alta definição.

·         3º colocado: novo Kindle com tela sensível ao toque e Wi-Fi, 8ª geração.

Professores:

·         1º colocado: Kindle com Wi-Fi, iluminação embutida, tela de 6” sensível ao toque de alta definição.

·         2º e 3º colocado: novo Kindle com tela sensível ao toque e Wi-Fi, 8ª geração.


Distribuição gratuita de prêmios. Consulte as datas das provas e o regulamento completo em www.elsevier.com.br/olimpiadasdeanatomiaCertificado de autorização CAIXA nº 3-1631/2017.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como radiologistas e patologistas podem vencer no jogo de detetive (Divulgação)

Por Paula J. Woodward, MD*


A radiologista Dr. Anne G. Osborn certa vez comparou a profissão de radiologia ao popular jogo Detetive. Em uma entrevista em 2008, a Dr. Osborn brincou: “É nosso trabalho (como radiologistas) dizer: 'Sra. Green fez isso na sala de jantar com a chave inglesa”.



É um fato que os radiologistas são como “detetives clínicos” que reúnem imagens médicas de pacientes, resultados de exames e outras pistas - como evidências clínicas existentes e referências - para avaliar e diagnosticar as condições. No entanto, está se mostrando desafiador resolver com precisão e eficiência cada “mistério médico”.



A explosão da base de conhecimento médico denota uma era de pistas infinitas. Com a literatura biomédica em breve esperada para dobrar a cada 73 dias, radiologistas, patologistas e outros profissionais de saúde estão sendo bombardeados com pistas que tornam tecnicamente impossível manter-se.



Além disso, o fornecimento de pistas exatas que são relevantes para o paciente e…

Ressonância Magnética

Um bom material de ressonância magnética pode ser baixado aqui




Princípios Físicos Ressonância MagnéticaView more presentations from Alex Eduardo Ribeiro

Câncer de mama é o número 1 em taxa de mortalidade em mulheres no mundo

A detecção precoce da doença ajuda a obter sucesso no tratamento e evitar o óbito


O câncer de mama é uma doença que se dá pela multiplicação de células anormais na mama, que geram o tumor. Por não apresentar sintomas em sua fase inicial, acaba dificultando a detecção precoce pelas mulheres. O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) estima que em 2018 a incidência de câncer de mama no Brasil será de 59 mil casos.



Para auxiliar residentes e profissionais que atuam na área da Radiologia e diagnóstico por imagem a colaborar com o diagnóstico precoce da doença, a Elsevier, em parceria com o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR), lança o livro CBR Mama, que abrange temas essenciais para o aprendizado e para a revisão do diagnóstico mamário por imagem. A obra expõe a relação entre os diversos métodos de radiografia para que o profissional possa identificar o mais adequado para cada situação clínica.



Escrito de maneira didática, o livro conta c…